CONSELHO REGIONAL DE TÉCNICOS EM RADIOLOGIA DO RIO DE JANEIRO

NOTÍCIAS

Notícias do CRTR4RJ

O QUE FOI AGORA CONTER?

CONTER impõe TAC (Termo de Ajustamento de Conduta) contra Corpo Diretor do CRTR4 RJ

A Diretoria Executiva do CRTR4/RJ dá publicidade a essa proposta do CONTER, por entender ser uma prestação de contas aos profissionais.

Não é de hoje que o CONTER se sente incomodado com o posicionamento transparente e firme do corpo diretor do CRTR4 RJ. Firme, porque somos um regional independente e não compactuamos com imposições. Nossas decisões são baseadas na visão do corpo diretor, do VI Corpo de Conselheiro e na opinião coletiva, objetivando sempre a defesa dos profissionais das técnicas radiológicas e da sociedade.

Acontece que ao assumir o conselho do Rio, havia uma viatura (Fiat Uno 1999), parada na garagem desde 2011, em péssimo estado de conservação avaliada em 8 mil reais pela tabela FIP no ano de 2017, mas pelo estado de conservação, seu valor de mercado foi orçado em 5.500 mil reais. A viatura custava anualmente, aos cofres do CRTR4 RJ só de mensalidade de estacionamento, cerca de 4500 reais. O conserto orçado ultrapassava o real valor de mercado do automóvel e o próprio CONTER sugeriu a doação. Com orientação do setor jurídico e com a condução da comissão de patrimônio a diretoria do CRTR4 RJ fez o processo de doação do bem.

Iniciado o processo de doação, fundamentado na lei federal pertinente, o SCI-CONTER teve acesso a todo o processo e nada apontou. Processo esse, realizado de acordo com a orientação do setor jurídico. Veio a pandemia da COVID-19 e mesmo assim o processo pôde ser concluído.

É por causa dessa viatura que o CONTER quer afastar a diretoria do CRTR4/RJ e nomear uma diretoria interventora, com alegações absurdas, tais como: ineficiência na gestão, alienação de bens, doação em ano de eleição e até enriquecimento ilícito dos membros da diretoria.

De acordo com o CONTER, a doação de uma viatura que há anos trazia prejuízo aos cofres do CRTR4/RJ, se realizada nos anos de 2018 ou 2020 (o que não aconteceu), favoreceria os candidatos aos cargos de presidente da república, prefeitos, deputados estaduais e deputados federais. A proibição a doações em anos eleitorais, é justamente para evitar tais favorecimentos. Uma exacerbação dos poderes dessa autarquia. O interesse público, óbvio, por conta do prejuízo que a viatura trazia – prejuízo esse pago pelas anuidades de todos nós profissionais – aparentemente, inexiste para o ente máximo do sistema.

A diretoria do CRTR4 RJ foi empossada no ano de 2017 de maneira legal, legalmente eleita pelo VI Corpo de Conselheiros, conforme prevê o regimento eleitoral dessa autarquia. Intervir na autonomia da gestão CRTR4 RJ e da escolha do Corpo de Conselheiro, é o mesmo que usurpar essa escolha. Estamos empenhados em defender nossa categoria num período de tanta turbulência no cenário mundial, oficiando secretarias de saúde quanto ao direito legítimo de sermos vacinados no grupo prioritário, promovendo acesso à informação através do Capacita 2021 e do V Simpósio de Radiologia que é uma parceria inédita entre o CRTR4 RJ e HemoRio, ou seja, estamos trabalhando em prol da categoria e em defesa da sociedade.

Importante ressaltar que este regional nunca se acovardou e assim que os fatos forem apurados e esclarecidos, o trabalho desenvolvido até aqui terá continuidade em respeito a essa categoria que, especialmente nesse momento, mas não só, precisa tanto que os órgãos que os representam estejam lutando por eles. No que nos cabe, esse é o real propósito do Sistema CONTER/CRTRs. E qualquer mudança dessa finalidade, deve ser questionada pelos profissionais, questionadas tanto ao ente máximo do sistema quanto a esse CRTR.

Compartilhe

Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no email
Compartilhar no print