Nosso site está em processo de atualização.

NOTÍCIAS

Notícias do CRTR4RJ

A RADIOLOGIA MUDOU A MINHA VIDA

DR. ROBERTO MACIEL REBOUÇAS TÉCNICO EM RADIOLOGIA, MÉDICO RADIOLOGISTA E DO TRABALHO

Hoje contaremos um pouco da trajetória, e de como a radiologia transformou a vida do médico radiologista Dr. Roberto Maciel Rebouças.

No final dos anos 90, início dos anos 2000 ao terminar o ensino médio foi instruído por amigos e vizinhos para conhecer e estudar as aplicações técnicas da radiologia. Nascido e criado em Nova Iguaçu, foi lá que começou sua jornada de estágios até se formar técnico em radiologia, foi quando se apaixonou pela profissão. Na época era difícil encontrar outros tipos de aparelhos, então dividia seu tempo entre Tomografia e Raio X convencional.
Após 4 anos trabalhando como técnico, sempre buscando mais e mais conhecimento, Dr. Roberto prestou o vestibular para medicina, foram 6 anos de curso. Prestou serviço em hospitais de emergência, dentre eles Hospital Getúlio Vargas e Hospital da Posse. Sempre acompanhando o setor de radiologia, prestou os cursos da Sociedade de Radiologia e sua pós graduação em Radiologia na Santa Casa de Misericórdia que é ligada a PUC-RJ com o professor/orientador Hilton Koch e consequentemente obteve o título do colégio brasileiro de radiologia e diagnóstico por imagem.

Além dessa louvável trajetória, Dr. Roberto vem notando que apesar da importância indiscutível dos profissionais das técnicas radiológicas na linha de frente no combate a pandemia do coronavírus, a categoria é pouco ou nem é citada nas maiorias das veiculações de notícias. Caso que vem sendo notado pelo CRTRRJ e também pelo seu ente nacional CONTER. Apesar da tratativa da assessoria de imprensa do conselho em relação a isso, a luta constante por reconhecimento tem se tornado uma das prioridades.
‘Quando se fala de Pandemia o pessoal lembra de hospital, respiradores, remédios e não lembra do profissional que está ali na linha de frente. Não lembra do clínico geral, não lembra do técnico em radiologia e nem do médico radiologista. Então é importante a gente divulgar isso e dar méritos pra quem trabalha e muito nessa pandemia.


Muita gente precisa saber a importância de uma tomografia e consequentemente o profissional responsável pela realização desse exame, com ela podemos saber o comprometimento pulmonar de um paciente infectado pela COVID-19. Existem casos que o pulmão não está comprometido, mas, quando está, classificamos em graus: leve, moderado ou acentuado. Leve menor que 25% de comprometimento pulmonar, moderado entre 25 e 50% e acentuado maior eu 50%. Esse tipo de exame que auxilia os médicos na tomada de decisão para o tratamento dos pacientes.’ Dr. Roberto Maciel Rebouças CRM: 52.7930-4.


No início de todo esse caos que se instaurou no cenário mundial, nossa assessoria já havia divulgado uma nota (em 18/03/2020) ressaltando toda importância dos profissionais das técnicas radiológicas para o diagnóstico por imagem da COVID-19, acompanhem:

Compartilhe

Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no email
Compartilhar no print